A riquíssima fauna do bioma Pantanal

Texto: Carolayne Santino da Silva


O menor bioma do Brasil, porém a maior planície alagada do mundo, com um clima que varia de verões chuvosos e quentes a invernos secos, com um ciclo natural de queimadas mas detentor de uma biodiversidade riquíssima: este é o nosso Pantanal!

Imagem 1- Em cima: onça-pintada (Panthera onca); em baixo: jacaré-do-pantanal (Cayman yacare). Fotos: Bruna Rezende.


Impossível falar em Pantanal e não associá-lo à diversidade de aves que existem lá, principalmente ao tuiuiú, ave símbolo do bioma. Ou então, não lembrar do maior felino das Américas, a belíssima onça-pintada. Além de outros grandes predadores, como a gigante sucuri-amarela, ou até mesmo do admirável jacaré-do-Pantanal. Nesta matéria mostraremos fotos inéditas dos animais mais comuns do Pantanal (registradas pela própria galera do Herpeto Capixaba), de alguns animais menos conhecidos, e também fotos dos representantes da herpetofauna!!

Imagem 2- Em cima: sucuri-amarela (Eunectes notaeus); embaixo: tuiuiú (Jabiru mycteria), ave símbolo do bioma. Fotos: Bruna Rezende.


Mastofauna e Ornitofauna (mamíferos e aves)

O Pantanal é a área alagada com a maior riqueza de aves no mundo, muitas delas já bem conhecidas, como o tucano, a arara-azul, o carcará, o cardeal, as lindas garças, entre outras espécies. Nas fotos abaixo estão três espécies que também podem ser observadas no Pantanal: o lindo e imponente urubu-rei; o urutau ou mãe-da-lua, que é conhecido por seu canto melancólico e pelas lendas que o cercam; e também o colhereiro, uma espécie de ave que possui um bico de formato muito curioso.

Imagem 3- Em cima: urutau (Nyctibius griseus); embaixo à esqueda: urubu-rei (Sarcoramphus papa) e embaixo à direita: colhereiro (Platalea ajaja). Fotos: Giovana Cordioli.

Dos representantes da mastofauna (mamíferos) não poderíamos deixar de falar de um canídeo muito carismático, o lobete, que apesar de ser bem comum em grande parte do Brasil, poucas pessoas sabem que ele pode ser encontrado no Pantanal. Ainda, outras importantes espécies de mamíferos, como o bugio-do-pantanal (Alouatta caraya), tamanduá-bandeira (Myrmecophaga tridactyla), veado-campeiro (Ozotoceros bezoarticus) e o veado-catingueiro (Mazama gouazoubira), também podem ser observados neste bioma.

Imagem 4- Lobete (Cerdocyon thous). Foto: Bruna Rezende.

Herpetofauna

Muito bem representada pelo jacaré-do-Pantanal e pela sucuri-amarela, a herpetofauna do Pantanal conta ainda com outras espécies que formam um combo perfeito para a galera fã da herpetologia. Nas fotos abaixo você pode observar cinco espécies da herpetofauna pantaneira que são tão incríveis quanto lindas.

Representando os anfíbios têm a perereca-da-folhagem, espécie que pertence ao mesmo gênero da perereca Kambô (gênero Phyllomedusa) conhecida pela “vacina” do sapo (aplicação do veneno da espécie em ferimentos feitos na pele causando diversas reações). Representando os répteis escamados temos o calango-liso, a muçurana (serpente que se alimenta de outras serpentes, inclusive peçonhentas, sendo imune a peçonha destas), e a iguana. Dos quelônios que podemos encontrar neste bioma, tem-se a tartaruga-do-Pantanal.

Imagem 5 - Algumas espécies que fazem parte da herpetofauna pantaneira: a) perereca-da-folhagem (Phyllomedusa burmeisteri), b) calango-Liso (Diploglossus lessonae), c) iguana (Iguana iguana), d) muçurana (Clelia clelia), e e) tartaruga-do-Pantanal (Acanthochelys macrocephala). Fotos: Bruna Rezende e Giovana Cordioli.

E então, gostaram de conhecer um pouquinho da fauna incrível desse bioma incrível? Que tal conhecer de perto todos esses animais com o curso “Herpetologia no Pantanal”? Para mais informações fiquem ligados no Instagram e site do Herpeto Capixaba!

Referências:

FERNANDES, I. M.; SIGNOR, C. A.; PENHA, J. Biodiversidade no Pantanal de Poconé. Cuiabá: Centro de Pesquisa do Pantanal: Attema, 2010. 196 p.

UNESP (Botucatu - Sp). Paisagens do Brasil: pantanal. Pantanal. 2022. Disponível em: https://paisagensdobrasil.ibb.unesp.br/pantanal.php?id=4&sub=16. Acesso em: 17 jul. 2022.

35 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo