SAPOS ESPIRRAM VENENO?

Atualizado: 20 de Abr de 2019


NÃO! Isso não é verdade!!


Texto: Tainara de Alencar

Sapo-cururuzinho, Rhinella crucifer - Fotografia: Alexander Mônico

Apesar dos sapos possuírem toxina, esta só é liberada pelas suas glândulas se forem pressionadas, como por exemplo, com a mordida de algum predador. Ou seja, a toxina serve para proteger os sapos de possíveis predadores e não para caçar suas presas, ou seja, não é para ataque. Então, a não ser que você decida dar uma mordidinha em um deles, está completamente seguro!


Completamente mesmo, porque além de não causarem mal, são grandes controladores de vetores de doenças, como mosquitos e moscas, e alguns invertebrados venenosos como aranhas e escorpiões.


O cururu-amazônico Rhaebo guttatus é uma exceção: ele é sim capaz de espirrar seu veneno! Porém, o comportamento não é tão frequente. É uma espécie amazônica que apresenta tal comportamento quando se sente ameaçada. Ainda, antes de lançar o seu veneno no predador, ele emite um som com os maxilares na intenção de afugentá-los; na insistência do predador, o sapo começa a se contorcer, virando um pouco de lado com a cabeça. O movimento faz com que a omoplata, o osso achatado triangular que cobre o pulmão, pressione o acúmulo das glândulas parotóides (glândulas de veneno), localizada atrás dos olhos, e então o veneno é lançado.


Não jogue sal nos sapos! Eles são de grande importância ecológica, além de não causarem mal nenhum!!

Herpeto Capixaba - Pelo conhecimento e conservação dos Anfíbios e Répteis do Espírito Santo.

Referências Bibliográficas

CARLOS FIORAVANTI "Sapo Amazônico espirra veneno". Pesquisa FAPESP. 18 jan 2012.

23 visualizações

©2019 by Herpeto Capixaba. Proudly created with Wix.com