top of page

MODOS REPRODUTIVOS EM ANUROS: AS DIFERENTES FORMAS DE REPRODUÇÃO


Texto: Carolayne Santino da Silva

Revisão: Vinícius Mendes



Ahhh, a reprodução! Filhotes nascendo, crescendo e dando continuidade ao evento mais importante da Terra: o ciclo da vida! Com a chegada das estações quentes no hemisfério Sul, os animais ectotérmicos, especialmente os anfíbios anuros, recebem o estímulo que precisam para encontrar parceiros. Então, finalmente acasalam e geram seus filhotes, repetindo o processo todos os anos.



Imagem 1 - Espécime fêmea da espécie Fritziana tonimi. As bolinhas amarelas são seus ovos, quais são transportados em seu dorso até o nascimento dos girinos. O fato dos ovos serem carregados num tipo de “bolsa”, deu-lhe o nome comum de perereca-marsupial. Foto: Grupo Herpeto.



Algo que talvez não seja tão difundido sobre a reprodução desses animais é que ela não se baseia em um único modo reprodutivo, como geralmente é apresentado nos livros didáticos de ciências do ensino fundamental. Não que aquela imagem um tanto clichê, onde um sapo macho está sobre sua fêmea dentro de uma poça de água e ali depositam seus gametas, esteja errada. Mas como foi dito, não existe apenas um modo, mas sim, vários! Abaixo, vocês podem observar os diferentes locais onde os anuros podem depositar seus ovos durante ou após o amplexo.


Imagem 2 - As fotos mostram respectivamente: A) Girinos de Phrynobatrachus guaineensis nascidos de ovos depositados dentro da água acumulada em uma casca de caracol; B) Ovos presos a um buraco de árvore onde, posteriomente, os girinos se desenvolverão; C) Ovos de Scinax alcatraz na água acumulada em uma bromélia; D) Girinos de Kalophrynus palmatissimus  dentro da água acumulada em um entrenó de bambu; E) Microhyla borneensis  empoleirada em uma planta tropical, onde deposita seus ovos; F) Casal de Rhinella magnussoni em cápsula do fruto da castanha-do-pará onde são depositados os ovos. Fonte: Nunes-De-Almeida et al, 2021. 



Os anfíbios anuros são os vertebrados  tetrápodes (que tem quatro patas) com o maior número de comportamentos reprodutivos que existem, com  mais de 74 modos reprodutivos conhecidos. De acordo com pesquisadores, o "comportamento reprodutivo" em anfíbios é um conjunto de características que envolve desde busca por parceiros sexuais, procura de locais para desovar,  até o cuidado parental, ou seja, a forma como cada espécie cuida de seus ovos ou filhotes. 


Imagem 3 - As fotos mostram respectivamente: A) Fritziana goeldi com ovos no dorso. Mais um exemplo de perereca-marsupial. B) Physalaemus olfersii nidifica na água, chicoteado com as patas pelo macho. C) Chiromantis xerampelina faz ninho de espuma em galho de árvore, produzido pelos  movimentos das patas no muco secretado pela fêmea. D) Ninho de bolhas de Scinax rizibilis, feito pela fêmea efetuando saltos durante a desova. E) Chiasmocleis leucosticta faz ninho de bolhas com a liberação de bolhas de ar das narinas dos pais F) ninho de Dendropsophus haddadi numa folha. Fonte: Nunes-De-Almeida et al, 2021.



Uma curiosidade bem interessante é que nos anfíbios anuros também existe a reprodução vivípara, isto é, quando a espécie não bota ovos mas, sim, nascem filhotes como miniaturas dos adultos. Muito interessante mesmo, não é?! Mas esse tipo de reprodução terá uma matéria só para ela logo mais. O que acharam dessa variedade? Vocês tinham ideia do quanto os anuros são versáteis para essa função?




Referências 


Biota. Procuram-se espécies desaparecidas. 2017. Disponível em: https://www.biota.org.br/procuram-se-especies-desaparecidas/. Acesso em: 18 set. 2023. 


Grupo Herpeto. Herpetofauna da Mata Atlântica. 2023. Disponível em: https://herpeto.org/Listas/herpetofauna-da-mata-atlantica/. Acesso em: 18 set. 2023.


NUNES-DE-ALMEIDA, Carlos Henrique Luz; HADDAD, Célio Fernando Batista; TOLEDO, Luís Felipe. A revised classification of the amphibian reproductive modes. Salamandra: German Journal of Herpetology, [s. l], v. 57, n. 3, p. 413-427, jun. 2021.


117 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page