top of page

CANINANA: NÃO TÃO BRAVA QUANTO PARECE!

Texto: Bárbara Santos Teixeira Costa


A espécie Spilotes pullatus pullatus (Linnaeus, 1758), conhecida popularmente como Caninana, apresenta características bem marcantes e inconfundíveis! Apesar de ter a fama de ser uma serpente brava, ela não é peçonhenta e geralmente foge quando encontrada! Já viu esta bela serpente por aí?

Figura 1: Spilotes pullatus pullatus numa área de mata. Autoria: Lucas Rosado (Instagram: @rosado_lucas)


A Caninana está presente na América Central e na América do Sul, sendo um dos maiores colubrídeos da América do Sul. No Brasil ela é muito presente e ocorre em todos os estados brasileiros (Costa et al., 2022). Seu epíteto específico “pullatus” vem do latim e significa “vestido de luto” ou “vestido em vestes escuras” devido a sua coloração preta. Apesar disso, ela também apresenta manchas amarelas em sua cabeça e pescoço, tornando-se preta gradualmente ao longo do corpo. Ela apresenta porte grande, podendo ultrapassar um metro e meio de comprimento (Marques et al, 2014) !


A S. p. pullatus é uma serpente semi-arborícola que caça ativamente durante o dia. Suas principais presas são pequenos mamíferos e aves no ninho, encontrados tanto nas árvores quanto no chão (Marques et al., 2014).


Outra característica marcante da espécie é o seu “papo” inflado, mecanismo de defesa chamado de achatamento lateral. Nesse mecanismo de defesa, a Caninana infla seu pescoço afim de parecer ser maior do que realmente é, e assim pode amedrontar um possível predador. A caninana realiza esse e outros mecanismos de defesa como: fuga, ficar em posição de S, abrir a boca, dar botes e “dobrar o corpo”, que seria se movimentar a fim de se parecer um cipó e se camuflar entre a vegetação terrestre (Marques et al., 2006).


Referências


COSTA, H. C.; GUEDES, T. B.; BÉRNILS, R. S. Lista de répteis do Brasil: padrões e tendências. Herpetologia Brasileira, v. 10, n. 3, p. 110-279. 2022.


MARQUES, O. A. V.; RODRIGUES, M. G.; SAZIMA, I. Body bending: a cryptic defensive behaviour in arboreal snakes. Herpetological Bulletin, n. 97, p. 2-4. 2006.


MARQUES, O. A. V. et al. Ecology of the colubrid snake Spilotes pullatus from the Atlantic Forest of southeastern Brazil. Herpetologica, v. 70, n. 4, p. 407-416. 2014.

61 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page