PERERECA TRANSPARENTE? COMO ASSIM PRODUÇÃO?


Texto: Augusto Vinhas


É isso mesmo que você leu! Bom... não literalmente, é claro, porém, existe um gênero de anuros que apresenta esta característica em partes de seu corpo. É o gênero Vitreorana, que no Espírito Santo está representado pelas espécies V. eurygnatha e V. uranoscopa.


Vitreorana eurygnatha. Fotografia: Mario Sacramento.


As pererecas deste gênero são popularmente chamadas de perereca de vidro. São animais de tamanho pequeno a médio que podem medir de 21,0 a 28,0 mm para V. uranoscopa e 20,0 mm para V. eurygnatha. Ambas as espécies depositam seus ovos (cerca de 50) em folhas acima de riachos e córregos na mata, quando os ovos eclodem os girinos caem dentro da água onde se desenvolve a metamorfose.


Vitreorana uranoscopa em vocalização. Fotografia: Victor Fávaro Augusto.


Por que elas são chamadas assim?

Isso se dá ao fato de elas apresentarem um ventre translúcido deixando à mostra os orgãos internos, além de terem um peritônio hepático branco cobrindo o fígado. Sua coloração dorsal é esverdeada, auxiliando assim a sua camuflagem na vegetação, ela se achata contra as folhas e fica imóvel até se sentir segura novamente. Sua dieta se baseia de pequenos invertebrados.


Vista ventral de V. uranoscopa. Fotografia: Diogo Provete


Onde elas estão?

A população de V. uranoscopa está distribuída em áreas de floresta com altitude de até 1.700 m desde o Espírito Santo e sul de Minas Gerais até o Rio Grande do Sul, porém existem registros até na Argentina. Já V. eurygnatha esta presente nos estados do Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo. Porém sua população está entrando em declínio devido à alteração de seu habitat pela ação humana, e como todos os anuros em geral, tem pouca resistência à poluição de córregos e rios.


Preserve o meio ambiente, não jogue sal nos sapos eles são ótimos controladores de pragas e insetos!


Referências:

GUAYASAMIN, J.M; CASTROVIEJO-FISHER, S.;TRUEB, L.; AYARZAGÜENA, J.; RADA, M & VILÀ, C. Phylogenetic systematics of Glassfrogs (Amphibia: Centrolenidae) and their sister taxon Allophryne ruthveni. Zootaxa, 2100: 01-97.

Disponível em: < http://br.herpeto.org/anfibios/anura/vitreorana-uranoscopa/>

Disponível em: < http://br.herpeto.org/anfibios/anura/vitreorana-eurygnatha/>

38 visualizações

©2019 by Herpeto Capixaba. Proudly created with Wix.com