top of page

DIMORFISMO SEXUAL: COMO DIFERENCIAR O SAPO MACHO DA FÊMEA?

Texto: Carolayne Santino da Silva

Existem muitas dúvidas a respeito dos anuros, e geralmente elas estão relacionadas aos mitos que envolvem este grupo. Muitas pessoas perguntam, por exemplo, se xixi de sapo causa cegueira, se o veneno de suas glândulas é perigoso para os humanos, se sapos causam cobreiro, entre outros mitos. Uma dúvida que também é comum entre as pessoas é em relação ao sexo dos sapos. Como saber se um sapo é macho ou fêmea? Quais características básicas podem ser notadas a fim de discernir ambos os sexos? Abaixo, estão algumas dessas diferenças que podem ser observadas.


Vamos começar falando das fêmeas. No geral, as fêmeas de anuros são sempre maiores que os machos. Isso se deve pelo fato de que é necessário ter um corpo maior para caber todos os ovos. Assim, durante o amplexo (abraço de acasalamento) o macho fica sobre a fêmea e deposita seus espermatozoides sobre os ovos que ela havia botado.

Imagem 1 - Casal de Dendropsophus microps. Note as diferenças entre o macho (por cima), e a fêmea (por baixo). Foto: Diego Henrique Santiago, 2020.


Apenas os machos de anuros vocalizam, ou seja, “cantam”. Sendo assim, quando você ouvir muitos sapos cantando, todos são machos a procura de uma fêmea. Existe uma única espécie de anuro onde a fêmea vocaliza, mas isto será assunto para outra matéria. Se somente os machos vocalizam, somente eles têm o “saco vocal”. O saco vocal nada mais é do que uma pele na região da garganta dos machos que enche de ar quando estão vocalizando.

Imagem 2 - Macho de Rhinella diptycha com seu saco vocal inflado, vocalizando. Foto: Diego Henrique Santiago, 2020.

A coloração dos machos é diferente da fêmea. Na maioria das vezes, os machos de anuros terão mais cores do que a fêmea, suas cores serão mais chamativas do que as dela também. No caso da fêmea do sapo-cururu (Rhinella diptycha), ela possui uma coloração rajada, enquanto o macho possui uma coloração amarelo esverdeada meio apagada.

Imagem 3 - Fêmea de Rhinella diptycha. Foto: Carolayne Santino, 2022.

Importante ressaltar: essas diferenças não ocorrem necessariamente em todas as espécies de anuros. Cada espécie tem suas próprias particularidades e às vezes são precisos estudos aprofundados para fazer a distinção de sexos. As características acima são gerais e são as que normalmente ocorrem no grupo dos anuros.


Agora não fica tão difícil assim diferenciar um anuro macho de uma fêmea, não é? Coloque seu conhecimento em prática!

Referência

ROWLEY, Jodi. How can you tell a male from a female frog? 2015. Disponível em: <https://australian.museum/blog-archive/science/how-can-you-tell-a-male-from-a-female-frog/>. Acesso em: 05 maio 2022.

4.769 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page